-->

 
MANOEL VEIGA

1966, Recife, Brasil
Vive e trabalha em São Paulo

CV completo para download




Formação

Gradua-se em Engenharia Eletrônica pela UFPE (1989), tendo sido bolsista do Depto. de Física por 3 anos. Trabalha em fábrica até dedicar-se às Artes Plásticas (1994). Freqüenta a Escolinha de Arte do Recife (1994-95) e trabalha sob a orientação de Gil Vicente (1995-97). Estuda na Escola Nacional Superior de Belas-Artes e na Escola do Louvre em Paris, França (1997). Participa de workshop em Nova York (1998). Em São Paulo, estuda História da Arte com Rodrigo Naves (1999), Leon Kossovitch (2000/01) e desenvolve estudos teóricos com Carlos Fajardo (1999-2002) e com Nuno Ramos (2000).


Prêmios

2010
• Prêmio “Mostras de Artistas no Exterior” (Fundação Bienal de São Paulo / Ministério da Cultura do Brasil)
• Prêmio Jabuti (Ilustração para Livro Infantil)

2006
• Menção Especial (Bienal do Recôncavo)
• Prêmio Flamboyant (Salão Nacional de Arte de Goiás)


Bolsas

2005
• Fondation Thénot França


Residências Artísticas

2005
• Centro de Arte Marnay Marnay-Sur-Seine França

2002
• Freie Kunstschule Berlin Alemanha
• “Faxinal das Artes” Faxinal do Céu Paraná


Trabalhos em coleções públicas

Fundação Joaquim Nabuco, Recife PE
Museu de Arte Contemporânea, Goiânia GO
Museu de Arte Contemporânea do Paraná, Curitiba PR
Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, São Paulo SP
Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba, Sorocaba SP
Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães, Recife PE
Museu Oscar Niemeyer, Curitiba PR
Sesc Pernambuco, Recife PE


Videos

2019
• Entrevista com Manoel Veiga para episódio da série “Encontra” do canal Arte 1.
Direção de Gisele Kato e Ricardo Sêco. Duração de 25 minutos.

2018
• Entrevista para a Revista Bravo! dentro da série “Ateliê do artista”.
Direção Henk Nieman. Duração 5 minutos.

2017
• Entrevista para o Canal Arte 1 dentro da série “Primeira vez”.
Direção Gisele Kato. Duração 5 minutos.

2011
• Documentário sobre Manoel Veiga para a série “Artes Visuais” da SESC TV, produzido pela Documenta Video Brasil. Direção de Cacá Vicalvi. Duração de 24 minutos.



Livros

2019
• “Matéria escura”; Agnaldo Farias, Bianca Dias, David Barro, Galciani Neves. Rio de Janeiro: Editora Barléu.

2017
• “Manoel Veiga”; Agnaldo Farias, Christine Frérot, David Barro e outros. São Paulo: Editora Dardo.

2007
• “Linguagens”; Dominique Berthé. Recife: Prefeitura do Recife.

• “Geração da Virada, 10+1: os anos recentes da arte brasileira”; Agnaldo Farias e Moacir dos Anjos. São Paulo: Instituto Tomie Ohtake.



Exposições Individuais

2019
• Galeria Dengler Und Dengler Stuttgart Alemanha   (texto crítico de Steffen Dengler)
• Centro Cultural Cândido Mendes Rio de Janeiro RJ   (curadoria de Agnaldo Farias)

2018
• Galeria Alfinete Brasília DF

2017
• Galeria Dengler Und Dengler Stuttgart Alemanha  (texto crítico de Steffen Dengler)
• Museu Oscar Niemeyer Curitiba PR   (curadoria de Galciani Neves)

2015
• Galeria Mezanino São Paulo SP   (curadoria de Agnaldo Farias)
• Galeria Dengler Und Dengler Stuttgart Alemanha

2013
• Galeria Dengler Und Dengler Stuttgart Alemanha
• Espaço Tardanza Curitiba PR
• Art-Karlsruhe (Galeria Dengler Und Dengler) Karlsruhe Alemanha

2012
• Dumaresq Galeria de Arte Recife PE

2011
• Galeria D’Est et D’Ouest Paris França   (texto crítico de Christine Frérot)

2010
• Galeria Dengler Und Dengler Stuttgart Alemanha   (texto crítico de Martina Merklinger)
• Galeria Nara Roesler São Paulo SP   (texto crítico de Pedro França)

2009
• MAC Paraná Curitiba PR
• Centro Cultural do Gasômetro Porto Alegre RS
• Dumaresq Galeria de Arte Recife PE   (texto crítico de Clarissa Diniz)

2007
• Museu Murillo La Greca Recife PE   (texto crítico de Adolfo Montejo Navas)

2006
• Ateliêaberto Campinas SP

2005
• Dumaresq Galeria de Arte Recife PE
• Galeria Virgílio São Paulo SP   (texto crítico de Manoel Veiga)

2004
• ARCO Florianópolis SC

2003
• Dumaresq Galeria de Arte Recife PE
• Paço das Artes São Paulo SP   (texto crítico de Guy Amado)

2002
• Espaço Virgílio São Paulo SP   (texto crítico de Tatiana Ferraz)

2001
• Dumaresq Galeria de Arte Recife PE
• Centro Cultural de São Francisco João Pessoa PB

2000
• Galeria Vicente do Rego Monteiro Fundação Joaquim Nabuco Recife PE   (texto crítico de Moacir dos Anjos)


Exposições Coletivas Selecionadas

2020
• “O que é raiz e não vértice”, Galeria Base São Paulo SP   (curadoria de Paulo Azeco)
• “Bilder des monats 2020 + ” Galeria Dengler Und Dengler Stuttgart Alemanha   (curadoria de Steffen Dengler)
• ArtRio Feira de Arte Rio de Janeiro RJ
• Feira de Arte de São Paulo (SP Arte) São Paulo SP
• “Retrospectiva 2019”, Centro Cultural Cândido Mendes Ipanema Rio de Janeiro RJ

2019
• Feira de Arte de São Paulo (SP Arte) São Paulo SP

2018
• “Alinhamento” Galeria Dengler Und Dengler Stuttgart Alemanha   ( curadoria de Martina Merklinger)
• “A Vastidão dos Mapas” Museu Universitário de Arte Uberlândia MG    (curadoria de Agnaldo Farias)
• “A Vastidão dos Mapas” Palacete das Artes Salvador BA   (curadoria de Agnaldo Farias)
• “10 Jahre” Galeria Dengler Und Dengler Stuttgart Alemanha
• Feira de Arte de São Paulo (SP Arte) São Paulo SP

2017
• "Form in Art: Art of Form" Issac Newton Institute for Mathematical Sciences Cambridge Inglaterra   (curadoria de Barry Phipps)
• "Contraponto – coleção Sérgio Carvalho" Museu Nacional da República Brasília DF   (curadoria de Tereza de Arruda)
• "Luz = Matéria - acervo do museu" Museu Oscar Niemeyer Curitiba PR
• "Livraria do Amor" Centro de Arte Contemporânea de Cincinnati Cincinnati EUA
• “Na oração, que desaterra... a terra” Museu Oscar niemeyer Curitiba PR
• “A Vastidão dos Mapas” Museu Oscar Niemeyer Curitiba PR   (curadoria de Agnaldo Farias)
• “MAC USP no séc XXI: a era dos artistas” MAC USP SãoPaulo SP   (curadoria de Katia Canton)
• “Photo-Paged” Centre de la Photographie Genebra Suíça   (curadoria de Denise Gadelha)

2016
• “Mapas, Cartas, Guias e Portulanos” Sala Santander São Paulo SP   (curadoria de Agnaldo Farias)
• “O melhor de cada um” Galeria Mezanino São Paulo SP   (curadoria de Renato de Cara)

2015
• “MATERIAL” Galeria Dengler Und Dengler Stuttgart Alemanha   (curadoria de Steffen Dengler)
• "Bienal de Pintura" Galeria Virgílio São Paulo SP   ( curadoria de Ricardo Ramalho)
• Feira de Arte de São Paulo (SP Arte) São Paulo SP
• "Dreams dealers" Galeria Mezanino São Paulo SP   (curadoria de Renato de Cara)

2014
• “Desencaixe” Galeria Quarta Parede São Paulo SP   (curadoria de Manoel Veiga)
• “Duplo Olhar – um recorte da coleção Sergio Carvalho” Paço das Artes São Paulo SP   (curadoria de Denise Mattar)
• “Estudos, esboços e ensaios poéticos sobre arquitetura e territórios afins” Galeria Carbono São Paulo SP   (curadoria de Agnaldo Farias)

2013
• “MACS um acervo em formação” Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba Sorocaba SP   (curadoria de Fabio Magalhães)
• "A Imagem Adquirida"” Museu de Arte Contemporânea de Goiás Goiânia GO   (curadoria de Gilmar Camilo)
• ARTIGO Rio - Feira de Arte Contemporânea Rio de Janeiro RJ
• "Tomie Ohtake - Correspondências" Instituto Tomie Ohtake São Paulo SP   (curadoria de Agnaldo Farias e Paulo Miyada)
• “SPECTRUM” Galeria Dengler Und Dengler Stuttgart Alemanha   (curadoria de Steffen Dengler)

2012
• “2012: proposições sobre o futuro” Museu de Arte Contemporânea de Curitiba Curitiba PR   (curadoria de Stephanie Dahn Batista)
• “Figura, Paisagem e Natureza-morta” Galeria de Artes SESC Petrolina PE   ( texto crítico de Maria do Carmo Nino)
• “Intriscidades” Galeria Quarta Parede São Paulo SP   (curadoria de Claudio Matsuno)
• Feira de Arte de São Paulo (SP Arte) São Paulo SP
• “Schwarz” Galeria Dengler Und Dengler Stuttgart Alemanha

2011
• “Território de caça” Galeria Zipper São Paulo SP   (curadoria de Mario Gioia)
• “Coletiva +” Galeria de Babel São Paulo SP
• ART.FAIR 21 Colônia Alemanha
• “Figura, Paisagem e Natureza-morta” Galeria de Artes SESC Casa Amarela Recife PE    (texto crítico de Maria do Carmo Nino)
• “Eflúvios artificiais para mulheres abstratas – Daniel Santiago” Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães Recife PE   (curadoria do grupo PIA)
• Galeria Cult  Recife PE   (curadoria de Beth da Matta)
• “Blue Connection” Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba Sorocaba SP
• “Blue Connection” Espaço Líbero Badaró São Paulo SP
• Feira de Arte de São Paulo (SP Arte) São Paulo SP
• Feira de Arte de Karlsruhe Karlsruhe Alemanha

2010
• ART.FAIR 21 Colônia Alemanha
• “Auto-retrato” Museu Alfredo Andersen Curitiba PR   (curadoria de Andréia Las)
• “Blue Connection” Familie Montez Kunstverein Frankfurt Alemanha
• “Recortes Afetivos” Galeria Adalice Araújo-UTP Curitiba PR
• Feira de Arte de São Paulo (SP Arte) São Paulo SP
• Feira de Arte de Karlsruhe Karlsruhe Alemanha

2009
• “Graphias – se assim somos, que assim sejamos” Memorial da América Latina São Paulo SP   (curadoria de Saulo di Tarso)
• Feira de arte contemporânea de Zurique Zurique Suiça
• “Action Painting Today” Galeria Dengler und Dengler Stuttgart Alemanha   (curadoria de Steffen Dengler)
• Feira de arte contemporânea de Buenos Aires (ArteBA) Buenos Aires Argentina

2008
• “Tangências” Casa do Olhar Santo André SP   (curadoria de Saulo di Tarso)
• “Mostra Recife de Fotografia” Museu do Estado de Pernambuco Recife PE
• “Garanhuns Mostra Foto” Festival de Inverno de Garanhuns Garanhuns PE
• “Lado B – Arrudeia” Museu Murillo La Greca Recife PE
• “Arte Pela Amazonia” Fundação Bienal de São Paulo São Paulo SP
• “Leveza e Aspereza da Linha” Galeria Nara Roesler São Paulo SP   (curadoria de Agnaldo Farias)

2007
• “Pintura contemporânea ou ut pictura diversitas” Memorial da América Latina São Paulo SP   (curadoria de Saulo di Tarso)
• “A espiral de Moebius ou os limites da pintura” Centro Cultural Parque de Espanha Rosario Argentina   (curadoria de Claudia Laudano)
• “Linguagens” Torre Malakoff Recife PE   (curadoria de Dominique Berthé)
• Feira de arte contemporânea de Buenos Aires (ArteBA) Buenos Aires Argentina

2006
• “Intervenções Urbanas no Festival de Inverno de Garanhuns” Garanhuns PE
• “VIII Bienal do Recôncavo”, Centro Cultural Dannemann São Félix BA
• “Geração da virada – 10+1: os anos recentes da arte brasileira” Inst. Tomie Ohtake São Paulo SP   (curadoria de Agnaldo Farias e Moacir dos Anjos)
• Salão Nacional de Arte de Goiás Goiânia GO

2005
• “BR 2005” Galeria Virgílio São Paulo SP
• Centro de Arte Marnay Marnay-Sur-Seine França

2004
• “Narrativas” Centro Cultural de São Francisco João Pessoa PB
• “Título de pintura” AteliêAberto Campinas SP   (curadoria de Samanta Moreira)
• “Novas aquisições” Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães Recife PE   (curadoria de Moacir dos Anjos)
• “Pintura vs. Fotografia” Paço das Artes São Paulo SP   (curadoria de Ricardo Ramalho)
• “Lord Palace Hotel” São Paulo SP
• “Outro lugar” Galeria Virgílio São Paulo SP
• Home with no walls” Bombaim Índia
• “Mais de 3” Museu Metropolitano Curitiba PR
• “São Paulo 450 anos” SESC Pompéia São Paulo SP

2003
• Salão Arte Pará Fundação Rômulo Maiorana Belém PA
• XI Salão Municipal de Artes Plásticas João Pessoa PB
• “Entre o preto e o branco” Casa da Cultura da América Latina Brasília DF   (curadoria de Walton Hoffmann)
• “Pluralidade na arte brasileira” Galeria de arte e pesquisa/UFES Vitória ES (curadoria de Shirley Paes Leme)

2002
• “28 (+) Pintura” Espaço Virgílio São Paulo SP
• Coletiva do “Faxinal das Artes” Museu de Arte Contemporânea de Curitiba Curitiba PR
• Freie Kunstschule Berlin Berlim Alemanha

1999
• Projeto Rumos Visuais (Itaú Cultural) - Selecionado para formar banco de dados virtual de novos talentos brasileiros.

1998
• IV Salão UNAMA de Pequenos Formatos Galeria de Arte da Universidade da Amazônia (UNAMA) Belém PA
• “Intrudo V” Espaço Cultural Bandepe Recife PE
• VIII Salão Municipal de Artes Plásticas Centro Cultural São Francisco João Pessoa PB

1997
• VIII Salão Municipal dos Novos Museu Nacional do Mar São Francisco do Sul SC
• “O Papel da Arte V” Espaço Cultural Bandepe Recife PE

1994
• 1o Salão de Arte dos Novos Museu do Estado de Pernambuco Recife PE



 Index 




cargo.site
São Paulo, Brasil