CONSTRUÇÕES

Na série Construções, Veiga segue explorando a noção de tempo e a forma como nos relacionamos com ele, assunto recorrente em todo o seu trabalho. Aqui o resultado de aparência pictórica é obtido de maneira calculada através da manipulação da temperatura da luz na câmera e da escolha da iluminação noturna mínima. Essas cenas não são visíveis a olho nu e só podem ser captadas através da tecnologia digital. A característica documental da fotografia é reduzida, embaralhando-se os limites entre representação e apresentação, obtendo-se imagens quase atemporais. Um caminho paradoxal para os objetos em foco que são equipamentos para recolhimento de entulho utilizados nas construções de prédios em grandes cidades, toscos, feitos para não durar, mas que fazem parte da nossa paisagem urbana sempre em mutação. O artista os retira desse fluxo para congelá-los num tempo que nos parece estranho e indefinível, num espaço que perde até mesmo sua sugestão de escala mais evidente.







 Index 



cargo.site
São Paulo, Brasil