UNIVERSOS

Este trabalho surgiu da junção da pintura com o raciocínio usado na série Hubble. O ponto de partida são fotografias de detalhes das pinturas e segue-se com edição em computador. As cores são invertidas, fazendo com que o fundo branco das pinturas se torne negro, sugerindo ao fruidor uma conexão direta com o cosmos e suas imagens divulgadas pela Nasa. Em seguida, pedaços de pinturas diferentes são colocados em um novo espaço no computador e trabalhados de maneira semelhante às pinturas, ou seja, através de estiramentos, distorções e mudanças cromáticas, de maneira a que se tenha no final um resultado de espaço coerente onde as diversas partes interagem entre si. As trocas energéticas presentes nas pinturas são evidenciadas. Na série Hubble, do Cosmos se chega a algo próximo da pintura. Na série Universos, da pintura se chega a algo próximo do cosmos.






︎︎︎  MACS = Falando de Arte Entrevista Manoel Veiga Série Universos

O Falando de Arte, do Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba, entrevista o artista plástico Manoel Veiga sobre sua série "Universos".
Direção de Thiago Consiglio. Duração de 4 min.











 Index 



cargo.site
São Paulo, Brasil